Pular para o conteúdo principal

Sobre Nós

Aberto

Diferencias entre Acetileno e Aletileno

Como nomes similares, Acetileno e Aletileno são compostos químicos facilmente confundidos. Sendo o primeiro, um hidrocarboneto de gás instável e o segundo uma mistura de elementos orgânicos. Ambos indispensáveis para as indústrias, por participarem de processos de transferência de calor. Sérgio Oliveira, coordenador de mercado e aplicações, conta as principais funções desses gases, consistem em corte de aço carbono, aquecimento, brasagem, flamagem e algumas aplicações de aspersão térmica.

Segundo Sérgio, o Aletileno tem ganhado bastante relevância no mercado por ser produto estável, que não precisa ser diluído em acetona. Além de ter menor probabilidade de retrocesso de chama, tornando-o um produto mais seguro, os cilindros armazenam muito mais produto. Ademais, ele possui alguns diferencias, como maior disponibilidade de calor e potência térmica. A maior parte do calor da chama está localizada na parte externa da mesma.

O Acetileno é um combustível que faz parte da classe dos alcinos, sendo um gás incolor, altamente combustível, instável e que produz uma chama de elevada temperatura na presença de oxigênio. Muito importante para a indústria de solda, esse gás é facilmente solúvel em água e um dos gases mais inflamáveis a marcarem presença no meio industrial, facilitando a integração com as soldas diversas. 

Atualmente, o Aletileno tem substituído Acetileno nas fábricas, isso acontece porque além de todos os benefícios do próprio elemento, esse gás proporciona maior segurança durante o processo, possibilita transporte em maiores quantidade e é uma opção sustentável. Por não ser proveniente de carbureto de cálcio, não causa poluição no solo e nas águas durante o  processo de obtenção. Em adição, os cilindros de Aletileno, por não conter massa porosa, podem ser reaproveitados. A tendência, portanto, é que a utilização desse gás continue a crescer e substituir os demais gases combustíveis.

Fonte:https://industrial.airliquide.com.br/sites/industry_br/files/2017/04/03/...