Pular para o conteúdo principal

Sobre Nós

Aberto

Qual o tamanho de cilindro de gás ideal para sua oficina?

Tamanho de cilindro de gás

O cilindro de gás é uma ferramenta insubstituível para qualquer oficina ou funilaria. Contudo, é natural surgirem dúvidas na hora da compra. Afinal, qual o tamanho de cilindro de gás mais apropriado para o serviço que eu ofereço?

Em geral, os profissionais adquirem um recipiente maior para cobrir todas as atividades do dia a dia — o que pode comprometer a eficiência da solda e sair mais caro.

Porém, não se preocupe. Nada melhor do que contar com o apoio de um especialista para tirar essas dúvidas e identificar o tamanho ideal de cilindro para o seu negócio. Neste post especial sobre o assunto, é justamente isso que você encontra.

Confira a seguir as dicas de Fábio F. Veríssimo, Gerente Comercial de Gases Comprimidos da Air Liquide, para ajudar você com essa questão.

Por que o tamanho do cilindro de gás deve ser pensado com cuidado?

Fábio aponta que um erro comum em oficinas é a compra de um único cilindro maior que serve como "coringa" para qualquer solda. Um exemplo seria uma mistura de 75% de argônio com 25% de CO₂. Entretanto, segundo ele, o erro está em justamente utilizar a mesma mistura em todos os casos, achando que a compra de um único cilindro grande pode sair mais barato.

Vale mais a pena ter três cilindros menores, cada um com uma combinação específica, e utilizar o mais adequado para cada tipo de solda. O motivo é simples: o ganho de performance. "São várias as opções para soldagem", explica Fábio.

Segundo o Gerente Comercial de Gases Comprimidos da Air Liquide, os mais comuns são utilizados para soldar aços carbono, inoxidáveis e alumínio. Fábio lista quais os principais gases:

  • Argônio puro;
  • CO₂ puro;
  • misturas com CO₂ em Argônio;
  • misturas de Hélio com Argônio;
  • mistura de Hidrogênio com Argônio.

O padrão ABNT estabelece os tamanhos variados de cilindro, cujo volume varia entre 1 e 50 litros. Vejamos, então, como definir o tamanho de cilindro de gás mais adequado para sua oficina.

O que levar em conta na escolha do tamanho do cilindro?

Fábio detalha que cada oficina tem uma demanda específica, já que o consumo de gás para solda varia de acordo com o volume de serviços prestados. Segundo ele, o tamanho ideal vai depender da quantidade que essa oficina vai utilizar por semana. Porém, "normalmente são utilizados os cilindros de 50 L que têm o tamanho de uma pessoa adulta".

Em produto, isso representa 10 m³ de Argônio na fase gasosa, por exemplo. Como o processo de solda é uma etapa crucial de diversos serviços, nenhum profissional quer passar pela situação de ver o gás acabar durante o processo. Logo, o tamanho do cilindro depende ainda de outros fatores.

Em geral, é importante levar em conta:

  • o espaço disponível para armazenar os cilindros;
  • o tamanho de cada um deles, de acordo com o tipo de gás;
  • o tempo total necessário para esgotar totalmente cada tipo de gás;
  • o orçamento da oficina.

Este último item é importante, pois é preciso encontrar um ponto de equilíbrio. Um cilindro maior garante gás por mais tempo, mas exige um gasto maior na reposição e um espaço grande para armazenamento. "É muito importante sempre ter um cilindro em utilização e outro em backup para poder fazer a troca e solicitar ao seu fornecedor de gás a reposição do vazio", explica Fábio.

Isso ainda mostra que pode ser mais interessante contar com diferentes cilindros menores para cada gás. Afinal, usando a substância certa para cada tipo de solda, a oficina garante um trabalho de maior qualidade e economiza o gás, reduzindo custos com a reposição dos cilindros.

Ainda não se sente tão confiante para fazer esse cálculo do tamanho dos cilindros? Não se preocupe, a pessoa mais indicada para isso é justamente o especialista em gases. A boa notícia é que ele pode trabalhar ao seu lado.

Como determinar o melhor cilindro de gás?

Como você pôde ver, o tamanho do cilindro também depende do tipo de gás que você usa e, consequentemente, do tipo de solda que você faz. Logo, o ideal é que você faça uma lista com os gases que precisa no dia a dia da sua oficina.

"A seleção é realizada por um profissional de soldagem, geralmente um engenheiro responsável, ou inspetor de soldagem, partindo do princípio de qual aço será soldado e também de qual processo de soldagem será utilizado (ex.: MIG, MAG, TIG etc.)", explica Fábio. Então, a dica é prestar muita atenção à escolha do fornecedor.

A Air Liquide, por exemplo, é referência em fornecimento de gases para as mais variadas atividades: indústria, oficinas, funilarias, empresas de balões de Hélio, bares e restaurantes que fornecem chopp, setor médico e hospitalar, dentre outros. A empresa fornece o apoio de especialistas para tirar suas dúvidas e identificar a melhor combinação de gases para você utilizar no seu dia a dia.

Além disso, vale destacar que a Air Liquide ajuda você a manter a reposição em um cronograma que atenda à sua demanda sem que você precise manter um grande estoque de reserva. Presente no Brasil desde 1945, a cobertura da Air Liquide abrange mais de 80% do território nacional, com mais de 1.200 profissionais distribuídos em 71 localidades.

Essa ampla infraestrutura permite que a Air Liquide atenda às demandas específicas dos clientes. No caso das oficinas mecânicas, isso significa desenvolver um cronograma de reposição para evitar que o gás falte, mas também estar à disposição para tirar dúvidas e antecipar entregas sempre que for necessário.

São esses diferenciais que tornam a Air Liquide uma grande referência para empresas de todos os tamanhos. Então, se você quer identificar o tamanho de cilindro de gás ideal e manter sua oficina funcionando no ritmo adequado, conte com o apoio de quem é especialista no assunto. Assim, você aumenta o seu desempenho e garante que está usando a melhor combinação de gases para cada tipo de solda!

Se gostou do post, aproveite para conferir o catálogo online da Air Liquide e conhecer os produtos para uso em solda e corte!