Pular para o conteúdo principal

Sobre Nós

Aberto

Como garantir a segurança no manuseio de cilindros de CO2?

segurança do cilindro

A popularização de cervejarias artesanais e bares ou choperias que investem mais na qualidade de seu produto está transformando o cenário cervejeiro no Brasil. Se, por um lado, isso abre mais espaço para novos rótulos e uma riqueza muito maior do nosso mercado, por outro a entrada de pessoas menos preparadas pode criar riscos para a produção e até a saúde de pessoas envolvidas.

Para que você não corra esse risco, vamos conversar sobre a segurança do cilindro de CO2: quais os perigos envolvidos, os cuidados a serem tomados, os erros que você não pode cometer e como escolher o melhor fornecimento. Confira!

Quais são os riscos do manuseio equivocado dos cilindro de CO2?

A maioria dos riscos envolvendo a segurança do cilindro de CO2 está alinhada em princípio com os riscos de outros tipos de gases comprimidos. Isso significa que grande parte desses possíveis eventos está ligada ao manuseio dos recipientes — tanto no transporte quanto no estoque e em sua utilização.

Afinal, quando o cilindro é de boa qualidade e recebe a manutenção adequada, a contenção do produto é garantida. Os riscos a seguir, como você poderá ver, têm muito mais a ver com o comportamento da empresa e seus colaboradores durante processos de utilização Veja.

Risco de choque

O material desses cilindros é bastante pesado, e isso é exatamente para suportar a pressão contida dentro deles. Uma das causas mais comuns de acidente de trabalho nesse caso é o choque contra o corpo quando o manuseio equivocado causa uma queda, principalmente esmagamento de pés.

Riscos associados à alta pressão

Novamente algo em comum para a maioria dos cilindros, existe sempre o risco de que a alta pressão do produto cause acidentes e ferimentos.

Esse perigo está associado quase sempre ao momento de liberação voluntária do gás contido. Quando não se segue os cuidados que listamos abaixo, esse material em alta pressão pode causar consequências sérias.

Risco de anoxia

Esse é um risco importante relacionado ao CO2 que nem sempre acontece com outros gases. O seu vazamento em ambientes confinados pode diminuir a concentração de O2 no ambiente e asfixiar as pessoas presentes — fenômeno chamado de anoxia, quando a concentração de oxigênio fica abaixo de 19,5%.

Quais cuidados devem ser tomados para garantir a segurança do cilindro de CO2?

Como dissemos e você pôde perceber pelos riscos envolvidos, os cuidados com o manuseio de cilindros de CO2 são suficientes para garantir sua segurança e tranquilidade na rotina da empresa. Veja os pontos principais de atenção para não ter sustos.

Cuidados gerais e de armazenamento

Alguns cuidados de manuseio, principalmente na fabricação e distribuição de um produto, são sempre importantes de serem lembrados. O primeiro e prioritário é a utilização dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) sempre que houver contato com os cilindros.

Em seguida, podemos citar os cuidados de armazenamento. O recomendado é que esse estoque seja feito com os recipientes sempre fixados na posição vertical e que nunca se dê as costas antes de garantir que estão na posição correta e estáveis.

Também é ideal que o inventário esteja afastado do grande movimento de pessoas e de produtos inflamáveis como GLP (Gás Liquefeito do Petróleo), além de ter acesso controlado. No caso de cilindros de CO2, exige-se também que o ambiente seja arejado para evitar que qualquer vazamento leve à anoxia. É fundamental que você conheça mais a fundo as normas para ter certeza de que o local é adequado.

Cuidados no transporte

É durante o transporte de cilindros das áreas de armazenamento para utilização que ocorre grande parte dos acidentes, principalmente de choque. Para não ter esse problema, profissionais responsáveis precisam conhecer bem algumas regras e fazer de tudo para não se descuidarem.

A maneira correta de mover cilindros é sempre rolando na horizontal em distâncias curtas ou utilizando um carrinho para distâncias mais longas. Nunca se deve arrastar ou carregar o material.

Durante o armazenamento e transporte, é imprescindível checar se a válvula (tulipa ou capacete) está equipada antes de qualquer tipo de movimentação, por menor que seja.

Cuidados na utilização

Durante o manuseio do CO2, o EPI é ainda mais importante, assim como a maneira como o operador se comporta nesse momento.

A prática mais segura nesse momento é nunca se colocar à frente do cilindro quando este estiver sendo utilizado. É preciso posicionar-se sempre na lateral do recipiente.

Outras recomendações são nunca transvazar o gás de um cilindro para o outro e sempre garantir que a pressão foi purgada antes de manusear a central ou trecho de central.

Quais são os erros que devem ser evitados ao manusear os cilindros de CO2?

Com os cuidados tomados, a operação envolvendo cilindros de CO2 é bastante segura. Para garantir ainda mais que você terá uma rotina produtiva sem sustos ou acidentes, podemos citar alguns erros que não podem ser cometidos. Confira.

Nunca deixar o cilindro longe do corpo durante a movimentação

Devido à altura e ao peso, é importante que o transporte tenha sempre o máximo de estabilidade para evitar quedas. Manter o corpo próximo ajuda a dar essa segurança.

Nunca tentar segurar um cilindro em queda

Se mesmo com todos os cuidados acontecer um descuido que cause a queda do cilindro, afaste-se imediatamente o máximo possível. Tentar segurar pode fazer com que o peso do recipiente cause ferimentos sérios. As proteções da válvula estão ali exatamente para não permitir o rompimento, então deixe cair.

Não usar os reguladores compatíveis com o gás

Ainda que o cilindro possa ser o mesmo, os reguladores variam de acordo com o gás estocado neles. Portanto, preste atenção em qual está sendo utilizado. São componentes fundamentais para controlar o armazenamento do gás dentro do cilindro, assim como sua utilização.

Utilizar cilindros próprios ou sem a manutenção apropriada

Muitos negócios preferem abastecer cilindros próprios, enquanto outros buscam soluções mais baratas para tentar economizar algum dinheiro.

A prioridade é sempre a proteção e a eficiência, portanto exija mais de seus fornecedores. Idealmente, busque aqueles que oferecem produto de qualidade e garantem a segurança do cilindro contra acidentes e vazamentos com manutenção ativa e inteligente.

Que tal então começar a utilizar CO2 da maneira mais correta e segura? A Air Liquide oferece não só a alta qualidade como auxilia no cumprimento de todas essas recomendações. A empresa também mantém todos os envolvidos no processo com treinamentos atualizados. Visite nosso catálogo online e entre em contato!